Páginas

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

AUTORRETRATO

 
Poema imagem por Ingrid Ditzel Felchak

***
Este trabalho integra a antologia Contemporâneos 2018 que será lançada pela Taba Cultural Editora entre dezembro/2017 e janeiro/2018.
Se gostou comente e compartilhe com os amigos.
Caso deseje participar de nossas antologias envie uma mensagem para: taba@tabacultural.com.br

QUE VIDA DIFÍCIL!!! CARMINHA, QUE MULHER!!!


por CARLOS HENRIQUE DE A. RABELLO

Carminha, como era chamada desde bebê, era uma moça comum, de família humilde, moradora de um bairro simples mas cheia de ambições de se tornar um dia uma pessoa financeiramente realizada.
Carminha trabalhava no caixa de uma pequena padaria, próximo a sua residência, e vivia aquela vida de vai e vem diariamente. Aquela vida lhe angustiava constantemente pois nada de novo acontecia.

terça-feira, 22 de agosto de 2017

A TERCEIRA REVELAÇÃO (ESPIRITISMO)



Edição comemorativa dos 160 anos de advento do Espiritismo
18.04.l857 a l8.04.2017

por José Olívio

Quando o Cristo andou no mundo
Nem tudo ele falou
No entanto prometeu
Mandar um Consolador
Para explicar as parábolas
Que o povo não interpretou.
Certa vez em Hydesville
Cento e sessenta se vão (anos)
Próximo a Nova York
No novo mundo, então
Um fato aconteceu
Que abalou a opinião.
Duas irmãs em um quarto
Acordaram espantadas
Móveis andavam sozinhos
E nas paredes, pancadas
A parentela acordou
Para ver a embrulhada.
O velho Fox, o pai,
Muito vivo e corajoso,
Percebeu não se tratar
De história de trancoso
Cuidou logo em desvendar
O caso misterioso.
Bolou ele um alfabeto
Para se comunicar
“Cada letra do alfabeto
Tantas pancadas terá”
Assim, se comunicou
Com o outro lado de lá.
Ficou sabendo de um crime
Ali naquele aposento

JESUS CRISTO É O SENHOR



por Fernando Carvalho

Ele ama você!
Te alimenta e te reveste a cada alvorada!
Vela pela Sua palavra!
Cura, salva e liberta os cativos e os oprimidos.
Dá vista ao cego
Ampara os órfãos e defende as causas das viúvas!
Coloca nos teus lábios um novo cântico!
Faz desabrochar um sorriso terno, meigo e jovial dos teus lábios!!!
Une famílias, socorre o aflito...
Acrescenta anos de vida ao homem racional!
Purifica nossos corações!
Tira o ser humano do monturo e faz se assentar entre os príncipes desta terra!!!
Faz a raça humana bem-aventurada!!!
Ama, serve e dá a Sua vida pela humanidade!!!
Ele é O Deus Emanuel!
E O Maior Benfeitor da humanidade!!!
Quem é Ele?

JESUS CRISTO, O FILHO DE DEUS!!!


***
Este trabalho integra a antologia Contemporâneos 2018 que será lançada pela Taba Cultural Editora entre dezembro/2017 e janeiro/2018.
Se gostou comente e compartilhe com os amigos.
Caso deseje participar de nossas antologias envie uma mensagem para: taba@tabacultural.com.br
 



quinta-feira, 17 de agosto de 2017

OS DESCAMINHOS DE UMA ALMA



por Lydia Pires de britto

Maria Amália pesquisava na biblioteca aonde encontrar um livro que a orientasse naqueles momentos tão difíceis que torturavam sua alma. A cada livro consultado, não encontrava  o que realmente desejava, não conseguia definir o que se passava em seu interior. Seus pensamentos andavam sem rumo. Como encontrar tantas respostas para suas indagações?

FARTISMO


Por Hugo Sales 

Segue abaixo o manifesto de um novo movimento. Um movimento que não tem nada de importante. Apenas é inútil, pois não manifesta nada, caro leitor. Está fundado o Fartismo. Peço que esse manifesto seja impresso em forma de panfleto para ser entregue na Avenida Brasil, na Rua do Comércio e principalmente, nas vielas solitárias da minha solidão, vielas as quais eu caminho, caminho, caminho e não chego a canto algum. E disso eu estou farto. Peço também que esse manifesto

terça-feira, 15 de agosto de 2017

VINTE E QUATRO HORAS DE VIDA


                       por Lauro Trevisan     
                                  

O homem entrou no consultório.
- Então, doutor, qual é o diagnóstico?
- Um  dia  de  vida      respondeu   o    cirurgião, mecanicamente, como se estivesse dando receita culinária.
O homem arregalou os olhos e quase desabou.
- Exagero, doutor! - inconformou-se ele. – Que é que eu faço com  um dia de vida, me diga?!